Saturday, October 21, 2006

Chá de Três Ervas, versão Filosofia


Eu estava conversando com um amigo um dia desses e chegamos à seguinte conclusão: há sempre um motivo que te faz viver e não apenas existir.
"Sopra o vento, chega a morte, vai a morte, chega a vida, vai a vida, sopra o vento, viva o mundo, mundo que te exige passo firme rente a ele... sopra o vento, toca a música que te embala, os ouvido ficaram surdos, os olhos cegos e pele insensível."
Quando não há mais nada nem ninguém que tire sua vontade de preguiçar, o que você faz? O que te "embala" quando está sozinha?

Alecrim: O som da chuva, os meus livros na estante, a foto num porta retrato, um sorriso do amigo, um beijo do namorado...A vida que me faz viver.

Manjericão: Meus sonhos mesmo que sejam tão abstratos...minhas gatinhas e família...meus pés ansiosos por tantas caminhadas...meus ideais e vontades. Ou seja:minha mente que não pára de funcionar!

Mil-folhas: Meu passado, meu fluoxetina e meu peixinho que morreu e foi jogado no vaso sem eu saber (tínhamos tantos ideais, éramos a tampa e a panela).

0 Comments:

Post a Comment

<< Home