Thursday, November 30, 2006

A verdade causa horror


*Mil-Folhas: Me chamam anormal por eu ser normal no meu ponto de vista.
Oras, dizer que está menstruada é algo tão extraterrestre assim?
Dizer que gosto de sexo é crime?
Falar que amo meninos e meninas é dizer que sou do inferno?
Não! Eu me recuso a ser discreta se essa discrição for hipócrita como é na maioria das vezes. Se essa discrição faça com que eu me torne quem na verdade não sou.
Eu causo tanto pavor assim por ser sincera, simples e sem frescura?
Ai!

*Manjericão: Eu Também sofro desse problema! Sou julgada e condenada todos os dias por ser sincera... Na verdade todos os seres humanos possuem desejos loucos e idéias não convencionais,mas preferem fingir que isso não acontece,pois sentem vergonha de si mesmos... lamentável... em casa,se todos soubessem das coisas que fiz,seria expulsa talvez,e olha que nunca cometi nada ilícito!!! Sinto-me mastigando abelhas ao ter de omitir... vendida,hipócrita como eles!!! Beijei,amei,bebi,ri,nadei,curei,machuquei,vivi! E o que sabem? Que só dei uma saidinha até um barzinho!!! Francamente... as pessoas não sabem ver a poesia da vida!

*Alecrim: Acho que todos nós, ao assumir-mos nossas opções somos automaticamente julgados por aqueles que não concordam com nossa atitude. Mas é o velho ditado: " Nem Deus agradou a todos..."

Wednesday, November 15, 2006

"Clariciando"


Tenho que falar pois falar salva. Mas não tenho uma só palavra a dizer. (Clarice Lispector)

Monday, November 06, 2006

Não temos controle sobre quase nada


Não sabemos nunca o que está por vir,e agora me encontro apavorada!
Claro que isso pode ser encarado como algo bom (afinal,boas surpresas são sempre bem-vindas),mas também como algo muito ruim.
Nestes últimos dias,tive tantas surpresas,tanto boas quanto péssimas,que nem sei que estado fico,só sei que agora começo a rever alguns conceitos...
É sobre nossas vidas,sobre como por exemplo devemos mesmo ouvir nossos pais,como muitas vezes vale mais a pena relevar do que brigar,e também vale muito curtir as coisas ao máximo pois não sabemos quanto tempo elas durarão.
Perdi um ex namorado pois ele colocou fim em sua própria vida,e agora,eu fico pensando em todas essas coisas,e nunca imaginei que poderia me transformar tanto em só dois dias.
Portanto,cheguei á conclusão de que muitas frases clichês são verdadeiras!
Principalmente aquela: " viva todos os seus dias como se fossem os últimos"
Postado por Manjericão.

Mil-follhas: Eu bem sei o que é isso. Descobri quando perdi uma pétala da minha vida flor... pétala que era meu avô. Talvez por isso eu não tenha tanto medo de falar sobre minha sexualidade, sobre meus vícios e virtudes... é bom se paroveitar o que tem, antes que não exista mais nada a ser aproveitado.

Alecrim: Passei muito tempo com receio de "viver" de verdade. O medo sempre esteve presente. Hoje, consigo aproveitar melhor as oportunidades e controlar o medo. A vida nós que fazemos, e ela é curta demais. Logo, logo ela envelhece. Então: CARPEM DIEN

Thursday, November 02, 2006

Quando somos nós...


É quando as luzes se apagam, fecham à torneira, batem à porta, descem as cortinas, desligam a tv, acaba a música, dizem adeus, desligam o motor, somem as estrelas e acaba a tinta... Que aparece quem somos de verdade. Frágeis, medrosos, preocupados, assustados, solitários...
Postado por Alecrim

Mil-folhas: Bom, eu ando me vendo assim - frágil, medrosa, preocupada, assustada, solitária - o tempo inteiro. Talvez a minha vida esteja um pouco escura, se tinta e sem estrelas.

Manjericão: Pois é,todos nós somos frágeis! Mas tbm ás vezes nessas crises podemos nos surpreender com valores escondidos =)

Sunday, October 29, 2006

Um post que não deveria existir


Queridas ervas, me xinguem se desejarem!

Hoje estou mais tosca que o normal. Conseqüentemente, como hoje é meu dia de postar, escrever algo do mesmo nível intelectual que o meu.

Estava pensando nos nomes das exatas... Já parou para pensar que Biologia parece outro idioma?

O que significa dicotomicamente para nós, "desbiologizados"?
Significaria uma frase: Dico, tome com a mente!?
Tripalmitina, da química: Tripa recheada com palmito e gelatina.

Ta, eu poderia estar estudando em vez de pensar nesses nomes, mas eu preciso me sentir mais eu, e eu sou assim, tosca... mas é no bom sentido. :P

Numa aula aprofundado da tabela periódica, viajei com os nomes dos elementos e teve um que realmente mexeu com meus sentimentos...

O que você lembra com o nome Xenônio?

*Alecrim: Té me fez foi lembrar, daquela tabela períodica. Afff ela me estressava viu. Já o xenômio...não me remete a nada não. (mas você não foi tosca, precisamos as vezes de um pouco de "tosquise" na nossa vida).
* Manjericão: Bom,xenônio (hahuhahuhahuha!!! isso sim é tosco,não você!) me faz ter a sensação de um cheiro ruim,abafado,orgânico,calorento!!!
Adorei o tema =)
*Mil-Folhas: Pode ser que ninguém me entenda, mas Xenônio me fez lembrar minha infância.
Pra mim, esse nome sugere o apelido dos neurônios da guerreira Xena. Eu gostava muito dela... tenho até um jogo de video-game. Talvez Xena seja forte porque não tem neurônio e sim Xenônio.

Tuesday, October 24, 2006

Androgenia


Manjericão: Pois é gente,eu adoro muito androgenia.
Homens de feições delicadas,lápis no olho,roupas "duvidosas",cabelão comprido ou estiloso.
Não resisto!
Minha família e meus amigos repudiam e fazem graça.
Mas nosso mundo hoje é tão aberto a essas novidades,onde será que está mesmo a liberdade de expressão?
Gostaria de saber se vocês gostam,acham bonito,ou consideram estranho.
E ainda digo mais!!! Eu gostaria mesmo que todos os seres humanos fossem andrógenos e hermafroditas,assim todos iriam se amar por seus conteúdos talvez!! E não haveria desigualdade,guerra dos sexos,etc...

Mil-Folhas: Eu acho bonito, mas não me atrai sexualmente. Prefiro homens com cara de "cafagestes", corpo grande, bocão. Mas concordo com seu pensamento sobre todos serem assim, mais delicados sem preconceito, talvez eu poderia assumir minha sexualidade sem problemas.

Alecrim: Eu não acho bonito não. Nada contra, mas...Prefiro homem com cara de homem, barba por fazer, que te olha com cara de: "eu quero te beijar".

Sunday, October 22, 2006


Não sou fútil, eu não sou.
Tenho minhas próprias idéias.
O problema é que ninguém presta atenção no que falo.

*Alecrim

Acontece com você ?

Manjericão: E Como!!! Estou aprendendo a fechar a boca para essse tipo de pessoa que só quer saber de falar,mas ouvir os outros que tb é bom,nada.
Inclusive semana passada eu voltei de viagem e uma amiga minha q é mestra em nunca prestar atenção no que ninguém fala ficou meio que ignorando tudo o que eu contava e nem olhou as fotos direito...fiquei TÃO louca da vida!!!
Então,é melhor você buscar gente que sinta prazer em te ouvir,que tenha afinidades,do que ser ignorada e ficar se sentindo mal por isso...porque é isso o que também estou fazendo!!

Mil-folhas: Comigo é assim: Não me dão muita oportunidade para falar porque falo muito e geralmente sou do contra, deixo claro minhas opiniões e não aceito maniulação para eventuais mudanças. Hoje aconteceu algo parecido com o que Manjericão disse. Estou passando pelos momentos TPM, doida para conversar besteiras e uma colega de clase chegou desabando, contanto um monte coisa e nem reparou que eu não estava bem... quase nunca reparam.